Breve-histórico/Justificativa

Projeto Aprovado pela Resolução 257 CEPEX/2008 - Unimontes 
 

          "Arquivo Digital Teatro Unimontes" um projeto interdepartamental envolvendo o Departamento de Artes e o Departamento de História da Universidade Estadual de Montes Claros- Unimontes. Projeto alocado e desenvolvido no NUHICRE - Núcleo de História e Cultura Regional, coordenado pela Professora Solange Sarmento e que conta também com os Professores Ricardo Malveira e Carla Cristina Barbosa. 

         T.E.M.O.C - “É a sigla do Teatro do Estudante de Montes Claros, nascido por inspiração de Pascoal Carlos Magno – seu patrono – criada pela Inspetoria Seccional do Ensino Secundário; dirigido por Sávio de Oliveira, vitorioso com as duas estréias que marcaram seu início: A Revolta dos Brinquedos e Sapateira Prodigiosa”.  (Diário de Minas,20/07/66)

BREVE-HISTÓRICO                                                                                                                                                                                                                 

           Em Montes Claros, o teatro acadêmico surge na antiga Faculdade de Filosofia e Letras - FAFIL, em meados da década de sessenta. Nesta época a direção da Fundação incentiva à produção teatral convidando um diretor de teatro de Belo Horizonte a vir ao nosso município ministrar oficina na referida área a alunos oriundos de vários cursos ligados à referida instituição. Como resultado deste investimento surgi à montagem do espetáculo “A Sapateira Prodigiosa” (1966), de Garcia Lorca, um marco importante na história do teatro em nossa academia, fato que ficou na memória de muitos, mas que a Unimontes não mantém registro de qualquer natureza.

        Outro importante momento da história do Teatro Universitário da Fundação Norte Mineira de Educação é a montagem censurada do “Rei da Vela” de Oswaldo de Andrade, dirigido pelo professor e diretor João Batista Costa. Importante ressaltar que esse episódio nos foi relatado pelo referido diretor, este que nos contou seu um ano de dedicação à montagem e sobre o “veto impetrado” a esta pelo corpo da direção da então Fundação Norte Mineira de Ensino Superior – FUNM.

        Ainda, tecendo esta rede de informações sobre a história do teatro na antiga Fundação, que se constituirá este projeto, “Arquivo Digital Teatro Unimontes”, temos de fazer referência ao grupo FACEATO, da Faculdade de Artes - FACEART, antiga Faculdade que abrigou o Curso de Educação Artística da Unimontes, que originou os atuais três Cursos de Artes desta Universidade, hoje cursos distintos em Licenciatura em Artes / Teatro, Artes/ Música e Artes Visuais.

       O Grupo de Teatro FACEATO foi criado dirigido pelo Professor José Baptista da Silva e se manteve durante alguns anos com este vinculo a Faculdade de Artes - FACEART, produzindo espetáculos, muito deles com a participação de alunos do Curso de Educação Artística e a pessoas da comunidade em geral.

       A História do fazer teatral dentro desta que se constitui hoje a Universidade Estadual de Montes Claros, ainda está por ser devidamente investigada, mas aqui faremos ainda alguns destaques que são importantes referências e que justificam a realização deste projeto.

      No ano de 1993, a vinda do diretor e ator Homero Carvalho Faria, importante figura do Teatro Mineiro, este que atuou como professor convidado a assumir disciplinas na primeira turma de Licenciatura Plena em Artes Cênicas da Unimontes contribuiu para o ressurgir da semente do teatro universitário. A sua presença instigou a oficialização do Projeto do Teatro Universitário criado e coordenado pela Professora Terezinha Ligia da Graças Fróes.

      O Teatro Universitário, dirigido pela Professora Terezinha Lígia, se constituiu inicialmente em uma oficina oferecida aos acadêmicos dos diversos Cursos da Unimontes e a comunidade em geral. Nesta versão o Projeto Teatro Universitário contemplou mais de trezentas pessoas com a participação direta no mesmo, e realizou algumas montagens teatrais como S.O.S. olidão e O Conto do Boi Tungão, entre outras.

        Outro fato que se tornou importante dentro do percurso do teatro na Unimontes foi à instituição no ano de 2001, por iniciativa dos alunos do 3º Ano de Artes Cênicas, da “Mostra Universitária de Teatro e Dança da Unimontes”, liderados pelo acadêmico Ricardo Malveira. Esta Mostra que privilegia a produção artística acadêmica, mas que também abre espaço para outras produções realizadas por grupos da comunidade em geral. Este espaço aos moldes do Teatro Universitário de Pernambuco da década de sessenta, não ficou somente no campo da representação cênica, avançando também como espaço de provocações, de debates, de mesas redondas, de palestra, e comunicações e de outras atividades de natureza artísticas e científicas.

        Atualmente o Curso de Teatro compõe o Departamento de Artes, sendo um Curso especifico, oferecido no vestibular com uma entrada anual, este que mesmo sendo uma licenciatura, com duração de quatro anos, mantém uma produção artística dentro de algumas de suas disciplinas como: Interpretação e Laboratório Teatral - Produção e Montagem. Importante ressaltar que esta produção, de caráter didático, não tem registros sistemáticos, nem mesmo mantém uma regularidade, mas que ainda assim merece ser um dos alvos desta pesquisa já que ela tem ajudado a escrever a história do teatro dentro desta universidade e demonstrará outros veios desta produção artística.

       Já o Teatro Universitário, como espaço de oficina e montagens, instituído oficialmente como um Projeto de Extensão, assim funcionou até o ano de 2006. Mas acompanhado as mudanças no PPP - Plano Político Pedagógico do curso de Artes Teatro, o TU foi reestruturado em 2007 e apresentado para a Câmara de Ensino Pesquisa e Extensão. O então TEATRO UNIVESITÀRIO/TU – Laboratório de Pesquisa e Práticas e Performances Cênicas, ampliou o espaço na Extensão e na Pesquisa fortalecendo a prática artística e o elo do teatro com a comunidade acadêmica e a comunidade em geral. Nesta nova proposta o Teatro Universitário, a partir deste ano de 2008, funciona com oficinas, com grupos de pesquisa e como espaço de estudo de dramaturgia, incentivando não apenas a produção artística, mas a produção cientifica e literária.

        Neste contexto, o que pretendemos com o projeto ”Arquivo Digital Teatro Unimontes” será reunir informações sobre a produção teatral desta Universidade, desde os tempos da antiga Fundação, e em função desta criar um espaço na internet, onde será disponibilizada esta memória.

       Neste breve relato constatamos que em Montes Claros o teatro também vem “escrevendo” sua história na academia, e por isso merece ser investigada, registrada e difundida. Hoje a Universidade Estadual de Montes Claros possui o segundo Curso de Teatro criado em Minas Gerais, ao lado do Curso da Universidade Federal de Uberlândia, instituído antes mesmo do Curso Superior de Artes Cênicas da UFMG.

      Como: agentes culturais, professores pesquisadores da Unimontes e atores do fazer teatral, aqui nos propomos a darmos a nossa contribuição a esses registros, por meio deste projeto que se denomina “Arquivo Digital Teatro Unimontes”, este que será um registro aportado na História Oral, em materiais gráficos e em registros fotográficos.

         A natureza efêmera desta arte solicita um recurso moderno usado para elaboração de documentos que é História Oral, reconhecida também como história viva (MEIHY, 2005). Deste modo o presente projeto utilizará aparelhos eletrônicos e fundamentação atualizada, dinâmica e criativa para gravações premeditadas de narrativas feitas com pessoas, participantes deste cenário teatral na academia em Montes Claros, em especial na Unimontes.

        Neste panorama histórico teatral instituído dentro da academia em Montes Claros hoje nos encontramos imbuídos do desejo de criarmos com o Arquivo Digital Teatro Unimontes um espaço onde a produção artística em teatro seja resguardada.

       Outra importante contribuição que a realização deste projeto fará a prática teatral, em especial ao Curso de Teatro da Unimontes é fazer com que o espaço da academia seja centro irradiador de cultura e arte teatral, investindo e favorecendo aos jovens talentos a apropriação dos bens culturais universais, para que estes se vejam reconhecidos no registro de sua produção artística e na socialização desta.

Assinado: Equipe Técnica 

Objetivo Geral

Investigar o cenário teatral acadêmico na historia da Universidade Estadual de Montes Claros desde da Antiga Fundação de Ensino Superior do Norte de Minas, criando um banco de dados a disposição de interessados no fazer teatral.

 Objetivos Específicos

  • Coletar dados da história do Teatro na Unimontes por meio de entrevista, privilegiando assim o aporte da História Oral.

  • Digitalizar as informações obtidas em jornais, registro fotográfico e outros registros gráficos.

  • Reunir as informações que se constituirão no banco de dados do “Arquivo Digital Teatro Unimontes” em suporte de mídia vinculado a Rede de Informações – Internet.

  • Analisar as mudanças na pratica teatral na academia bem como seus impactos na atualidade do cenário artístico regional de Montes Claros

           REALIZAÇÃ0 : Deapartamento de Artes - Curso de Artes/Teatro  & Departamento de História

 APOIO CULTURAL : 

   

           

 

Caso você tenha registros desta história do Curso de Teatro da Unimontes acesse o link abaixo e você será direcionado para página onde poderá nos enviar arquivos de imagens e/ou documentos. Desde já agradecemos, a sua contribuição é valiosa!

ENVIE REGISTROS

poster_pesquisa.ppt - POR TRAZ DA CENA (1).ppt (893952)

 

Neste link você terá acesso a um poster que apresentamos no FEPEG de 2014 que fala um pouco sobre o nosso projeto.